Alzheimer e envelhecimento: conheça 4 diferenças entre elas

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

alzheimer e envelhecimento

O alzheimer é uma das doenças mais temidas pelos idosos e seus familiares. Ainda não há cura para o problema, porém, quando diagnosticado no início, é possível controlar a progressão da doença. A perda da função cognitiva é, talvez, o sintoma que mais assusta a família e o paciente.

Essa é, inclusive, uma característica que faz com que as pessoas confundam alzheimer e envelhecimento. Para saber distinguir as duas fases, listamos as 4 principais diferenças entre alzheimer e envelhecimento. Confira!

1. Falhas na memória

Como vimos, um dos principais sintomas do alzheimer é a perda das funções cognitivas. Por isso, as falhas na memória costumam ser percebidas como o primeiro sinal da doença. No entanto, é preciso saber diferenciar alzheimer e envelhecimento, pois ambas as situações podem levar o idoso ao esquecimento. A diferença está no grau da perda da memória.

Por exemplo, esquecer datas de aniversário, de consultas ou até mesmo o nome de pessoas distantes esporadicamente é comum na terceira idade. Mas, quando os esquecimentos acontecem com bastante frequência e o idoso se apresenta incapaz de relembrar o assunto horas depois, é preciso ficar atento, pois esse é um sinal de alzheimer.

2. Dificuldades para organizar os objetos nos lugares corretos

Pode ser que, em algum momento, o idoso guarde um documento em um lugar diferente do habitual e isso acaba dificultando a procura quando for necessário utilizar o documento.  Essa é uma situação normal, mas dificuldades extremas para organizar os objetos nos lugares certos é mais uma diferença entre alzheimer e envelhecimento.

Por exemplo, guardar o relógio de pulso no micro-ondas pode ser uma atitude comum para quem sofre de alzheimer, por isso, é bom buscar uma orientação médica ao perceber essa dificuldade no idoso.

alzheimer e envelhecimento

3. Limitações no dia a dia representam mais uma das diferenças entre alzheimer e envelhecimento

Na terceira idade, é comum o idoso apresentar algumas limitações que não estavam presentes na vida adulta, pois a agilidade já não é a mesma. Quando essa limitação surge em situações, como ficar acordado até de madrugada em um evento da família, não é preciso se preocupar, pois por conta do envelhecimento é normal o idoso sentir a necessidade de descansar mais cedo.

Entretanto, se essa limitação surgir em situações mais simples, como preparar a própria refeição ou mesmo realizar uma ligação para o filho, pode ser que o idoso esteja com sintomas de alzheimer, sendo necessário procurar uma ajuda médica especializada.

4. Oscilações de humor

Por fim, mais uma das diferenças entre alzheimer e envelhecimento são as mudanças de humor. Na terceira idade, é comum o idoso ficar mais sensível e reagir diferente a algumas situações. Relembrar a infância, por exemplo, pode emocioná-lo e despertar um sentimento de saudade.

Em casos de alzheimer, as oscilações de humor surgem sem nenhum motivo aparente. Em um dia, o idoso pode apresentar momentos de euforia e de depressão, comprometendo a sua saúde e bem-estar.

Você conferiu no artigo de hoje as 4 principais diferenças entre alzheimer e envelhecimento. É preciso ficar atento a esses sinais e sempre buscar uma orientação médica especializada caso algo fora do normal aconteça. Além disso, o acompanhamento médico periódico é fundamental para prevenir as doenças mais comuns entre os idosos.

Já que você está ampliando os seus conhecimentos nesse assunto, veja também em nosso blog o post que mostra porque é importante ter um convênio especializado nesta faixa etária.

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×