Diabetes na velhice: conheça as consequências

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

diabetes na velhice

A diabetes é uma doença que cresce ano a ano em todo o mundo. Somente no Brasil, estima-se que 14,3 milhões de pessoas sejam diabéticas, segundo estudo da International Diabetes Federation realizado em 2015. A diabetes na velhice é ainda mais comum, já que pode atingir cerca de 20% dos idosos entre 75 e 80 anos.

Por se tratar de uma doença grave, que geralmente vem acompanhada de outros problemas de saúde, é preciso prevenir e controlar a diabetes, principalmente na melhor idade. Para isso, é fundamental manter uma alimentação equilibrada, a prática constante de exercícios e um acompanhamento médico periódico.

Na sequência, listamos as principais consequências que a diabetes na velhice pode trazer para o paciente e como ele deve controlar a doença para ter uma vida saudável e ativa na terceira idade. Confira!

Saiba por que a diabetes na velhice é tão comum

Como vimos, a incidência da diabetes em pacientes idosos é bastante comum. Alguns fatores contribuem para isso, como o aumento da expectativa de vida nas diversas populações e também a redução de algumas funções orgânicas por conta do envelhecimento.

Diagnóstico em idosos pode ser mais demorado

Alguns sintomas típicos da diabetes acabam passando despercebidos em pacientes idosos, como a sede excessiva, que quase não se manifesta nessa faixa etária, e o aumento da frequência urinária, muitas vezes confundido com problemas da próstata ou algum grau de incontinência.

diabetes na velhice

Mas, os critérios de diagnóstico para diabetes na velhice são os mesmos utilizados com crianças, jovens e adultos, por meio das dosagens de glicose no sangue. Por isso, a melhor maneira de identificar o problema é visitando o médico com frequência e relatando todas as anormalidades, além, é claro, de manter a rotina de exames clínicos em dia.

Tratamento leva em conta o estado de saúde do paciente

O tratamento da diabetes na velhice costuma ser bem semelhante ao utilizado nas demais faixas etárias. No entanto, o médico analisa outras condições de saúde do paciente para estipular o tratamento mais adequado.

Dependendo do estado geral de saúde do idoso, podem ser prescritos remédios por via oral ou combinados com insulina. Muitas vezes, também é indicada uma dieta específica e atividades físicas adequadas para o paciente.

Conheça as principais consequências da diabetes na velhice

Pessoas que tenham adquirido diabetes na velhice precisam ficar ainda mais atentas às consequências que a doença pode trazer. Problemas como insuficiência renal, amputação de membros, cegueira e aumento da incidência de doenças cardiovasculares, como AVC e infarto, podem ter origem na diabetes que não está sendo controlada corretamente.

Por isso, o acompanhamento médico adequado, a alimentação saudável e a prática de exercícios físicos regulares são essenciais para que o paciente tenha qualidade de vida mesmo apresentando diabetes na velhice.

Você conferiu no artigo de hoje as consequências da diabetes na velhice e também dicas de como diagnosticar e controlar a doença. Aproveite que você está ampliando os seus conhecimentos sobre o tema e veja também em nosso blog o post que traz recomendações para ter uma vida mais saudável e ativa na maturidade.

 

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×